Eu e meu descanso, eu e minha morte!

Entre as perguntas mais recorrentes quando vamos falar de ensino domiciliar ou homeschooling (modalidade de ensino onde a educação dos filhos é assumida pela família) é: “mas você não fica muito cansada?”

É triste constatar que muitos Pais com esta frase querem dizer que precisam descansar de seus filhos e  das atribuições que estão vinculadas a estar com eles. Na verdade elas querem dizer; “mas que horas em vou ter paz e algumas horas de descanso sem criança me pedindo coisa ou me perguntando isto ou aquilo?”.

Muitas vezes nesse processo de 2 anos de homeschooling esta pergunta veio a minha mente, eu já estive como você pode estar hoje.

Bom, morando numa casa (que dá bem mais trabalho que um apartamento) com 2 filhos meninos com muita energia, alérgicos (onde a alimentação é mais natural, quase não sobra lanches nem almoços prontos que possam comer, então tudo tem que ser preparado) sem empregada nem faxineira, digo que tem dias que estou muito cansada! já tive dias de estar exausta!

Mas nesses momentos o Senhor sondou meu coração e eu descobri que esta atitude revela um coração egoísta. Eu queria mesmo é escolher um caminho melhor ou mais fácil.

Quando eu trabalhava eu podia fazer algumas pausas no dia para sentar e tomar um cafezinho, oh que luxo! eu podia conversar ao telefone com uma amiga, eu lembrava de ligar para marcar um médico, eu tinha férias e podia viajar, eu tinha 13 salário!!! eu, eu, eu e novamente eu!

Porque será que, se nós que somos Pais, cansamos as vezes, e nos estressamos, com as crianças, com a rotina desgastante, porque concluímos que uma pessoa paga por nós (seja babá ou escola) fará melhor do que nós ou terá mais paciência com meu filho do que eu? Uma professora que tem que dar conta de 20 ou 30 alunos de uma vez e tem que fazer com que todos andem, estudem e façam as mesmas coisas numa mesma hora, onde meu filho pouquíssimas vezes poderá ser ele mesmo, nem tampouco buscar aprender o que está interessado. Muitos são os profissionais que não conseguem lidar com este estresse dessas 20 ou 30 crianças numa sala. Eu quero dizer uma coisa a você Pai ou Mãe, você é especialista no seu filho, se ele for trapacear, você o conhece melhor do que alguém para descobrir, se ele tem alguma intensão errada no seu coração, você o conhece. Se ele não acompanha o ritmo dos outros, isto é perfeitamente normal, ele tem o ritmo dele. Só Deus conhece o seu filho melhor do que você e Ele pode te capacitar (do alto) e você tem condições de fazer um trabalho fabuloso, porque este é feito por Deus, é o caminho que Deus escolheu para instruirmos nossos filhos (Dt.6.4-9).

Obs. Recentemente Neurobiologistas descobriram que as pessoas aprendem quando há entusiasmo. Encontro mundial de Homeschooling (Ghec2016) que aconteceu pela primeira vez no Brasil em março deste ano, ver escritos no blog www.prefiromeular.wordpress.com (https://prefiromeular.wordpress.com/2016/03/24/ghec-2016-andre-stern/)

Ainda bem que temos um Mestre, o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores, que veio a terra como homem e que sabe bem que sentimento é este. Ele falou ao Pai “se possível passa de mim este cálice”, era o que eu falaria, eu diria “oh Deus não tem um caminho mais fácil não?” porque Deus não pode logo resolver o que precisa resolver e colocar tudo em ordem de uma vez?

Mas eu descobri que a vida com Deus não está centrada em mim, que o que importa é que o Reino de Deus seja pregado e que Cristo seja glorificado, para isto, eu preciso morrer a cada dia.

A irmã que tem marido incrédulo e ouve a palavra de que “a mulher ganhará o marido sem palavra alguma por meio do vosso honesto procedimento cheio de temor” (I Pedro 3) precisa morrer. Muitas dessas tem todos os motivos e todos os argumentos a favor de si mesmas, e contra os maridos. E só Deus sabe o que muitas dessas passam, mas Deus diz que “quando estamos fracos aí sim estamos fortes” 2 Coríntios 12 que “os que esperam no Senhor renovam as suas forças” Isaías 40.31

“O Reino dos céus é tomado por esforço e os que se esforçam se apoderam dele” Mateus 11.12.

Como eu quero ter filhos fervorosos e que amem a Deus, se eu sou desleixado e posso passar um dia sem orar e sem ler a palavra? não posso formar filhos fervorosos sem ser fervorosa. Não posso pensar em mim. Nas minhas férias, no meu 13 salário, no emprego, no plano de saúde, eu, eu, eu e eu. Não! tenho que pensar nas coisas lá do alto, nas que são de cima, nas que são eternas, não nas temporais. (Colossenses 3.2).

Se meu filho passa o dia inteiro com outras pessoas e não com os Pais, que “forma” estas crianças vão tomar?

Eu vi um vídeo de uma reportagem terrível, mas acho que pode ilustrar bem o que quero dizer. Uma criança foi criada desde bem pequena com as galinhas, num porão de uma casa, 6 anos sem ver sequer uma pessoa, só as galinhas. Os Avós o abandonaram lá depois que a Mãe cometeu suicídio e o Pai morreu e não sabiam o que fazer com ela. Ela andava, se comunicava, tudo como uma galinha!

Foram 6 anos irreversíveis para este rapaz que hoje é adulto e sofre consequências terríveis desses anos.

Nossos filhos passam no mínimo 12 anos metade da vida com pessoas que você não sabe como pensam, que você não sabe o que fazem, que vocês só conhecem pelo nome. Como você vai inculcar a vida de Cristo na vida do seu filho se você logo já “perdeu” ou “entregou” a outros metade da vida dos seus filhos? Isso, se não for uma criança que fique o dia todo na escola em tempo integral, o que parece que virou moda.

Deus nos designou a esta tarefa diária, da hora de acordar, até a hora de dormir, temos uma geração a formar Dt.6.4-9.

Que possamos viver nas nossas vidas todo conselho de Deus. Que morramos a cada dia, para este mundo, para o conselho do mundo. Que a igreja de Cristo, se apresente santa, com famílias rendidas a Cristo. Uma igreja forte é construída com famílias fortes. Se para esta tarefa eu preciso morrer, que possamos com toda coragem dizer: “eis nos aqui Senhor”.

Conheça a história do homem que viveu por 6 anos achando ser uma galinha

Campos verdejantes

Anúncios

2 thoughts on “Eu e meu descanso, eu e minha morte!

  1. Oi, boa tarde. Meu nome é Renata e tenho uma filha de 7 anos, que estuda na escola convencional. Porém, desde que conheci uma colportora que passou pela minha cidade com sua filha de 8 anos, à qual recebe educação domiciliar, muito me interessei. Já li algumas coisas e tenho muito do que me informar. Caso você possa me ajudar, ficarei agradecida. Minha curiosidade está no início mesmo. Isto é, o que fazer para tirá-la da escola? Como proceder, inclusive, legalmente… estas dúvidas de primeira viagem, enfim.

    Gostei do que você escreveu e cada assunto que leio me desperta ainda mais o desejo de aprofundar nesta causa tão nobre e preciosa que é a educação dos filhos para a eternidade.

    Abraço.

    Renata

    Gostar

    1. Ola Renata. A Educaçao domiciliar no Brasil nao eh ilegal, no entanto, ela nao tem regulamentação, o que as pessoas normalmente se atrapalham, a lei de autoria do Deputado Lincon Portela, ainda esta em tramitação, este deputado inclusive foi alfabetizado em casa. Em 66 Países ja existe lei específica aprovando. Mas como o Brasil eh regido pelo principio da legalidade, ou seja, tudo que não eh proibido eh permitido, então a situação eh legal mas nao regulamentando. O Brasil tbm chancelou tratados internacionais que prevê a educação domiciliar, e estes tratados sao superiores a todas as leis ou regulamentações, superiores inclusive a LDB, estes tratados soh nao sao acima da Constituição Federal. Tem no Youtube uma entrevista do Dr.Alexandre Magno, da Aned (Associação Nacional de Ensino Domiciliar) ao Prof.Carlos Nadalim, o nome eh “um alivio para os Pais que praticam homeschooling”. Acho muito importante as famílias andarem juntas, de que estado você eh? Posso tentar encontrar famílias ai para te auxiliarem mais de perto. Qual seu perfil no Facebook? O meu eh Bianca Vasconcelos Norberto, me adiciona que vamos conversando!

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s